Com novo salário e benefícios, operários do Maracanã evitam greve

Estádio do Maracanã receberá a final da Copa do Mundo de 2014

(Terra) A paralisação dos operários que trabalham na reforma do Maracanã, que durou cerca de 1h30 na manhã desta quarta-feira, foi interrompida após assembleia que consolidou o acordo feito previamente com o Sindicato dos Trabalhadores da Indústria da Construção Pesada Intermunicipal do Rio de Janeiro. Com aprovação geral, os funcionários voltaram ao trabalho no estádio que receberá a final da Copa do Mundo de 2014.

Segundo o Consórcio Maracanã Rio 2014, que administra a obra, todos os trabalhadores receberão aumento de 10,5% a partir de fevereiro; pagamento de 100% de hora extra aos sábados; aumento de R$ 180 para R$ 230 no vale-alimentação; e plano de saúde custeado em 100% pelo consórcio (e não mais 90%).

Além disso, os 19 dias de paralisação que aconteceram em 2011 não serão descontados, e o valor recebido pelo programa de participação de lucros continua sendo de um salário mínimo e meio. As equipes que ultrapassarem 100% de produtividade receberão ainda um bônus mensal, de acordo com o consórcio responsável.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s